quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sugestão de carta aos colaboradores.


Caro Colaborador,

Você foi contratado para cuidar de necessidades que consideramos urgentes. Se pudéssemos deixar de contratá-lo, teríamos tomado a decisão. Mas chegamos à conclusão de que precisávamos de alguém com sua competência e experiência e que você era a pessoa mais indicada para nos ajudar. Nós lhe oferecemos um cargo e você aceitou. Obrigado!

No seu trabalho você terá muitas ocupações: responsabilidades gerais, tarefas específicas, projetos individuais e em grupo. Também terá muitas chances de se sobressair e de confirmar que nós fizemos uma boa escolha.
Contudo, há uma responsabilidade da maior importância que talvez nunca lhe seja solicitada diretamente, mas que vocês precisará ter sempre em mente durante todo o tempo em que estiver conosco. É o que chamamos de Expectativa Suprema:

                - FAÇA SEMPRE O QUE TEM QUE SER FEITO, NÃO ESPERE QUE LHE PEÇAM.
                - NÓS O CONTRATAMOS PARA FAZER UM TRABALHO, PORÉM, MAIS IMPORTANTE QUE ISSO, NÓS O CONTRATAMOS PARA VOCÊ PENSAR, USAR SEU DISCERNIMENTO E AGIR SEGUNDO O INTERESSE DA EMPRESA EM TODOS OS MOMENTOS.

Se não mencionarmos mais esse princípio, não considere que isso deixou de ser importante ou que nossas prioridades mudaram. É provável que nos deixemos levar pela pressão diária do negócio, pelas mudanças incessantes da operação e pelas atividades ininterruptas. Nossas práticas do dia-a-dia talvez deixem a impressão de que essa idéia não mais se aplica. Mas não se deixe enganar.
Por favor, não se esqueça da Expectativa Suprema. Tente fazer disso um princípio orientador no seu trabalho, uma filosofia que esteja sempre com você, guiando constantemente seus pensamentos e ações.

                - VOCÊ TEM NOSSA PERMISSÃO DE AGIR NA DEFESA DE NOSSOS INTERESSES MÚTUOS.

                - SE EM QUALQUER MOMENTO SENTIR QUE NÓS NÃO ESTAMOS FAZENDO A COISA CERTA – A COISA QUE AJUDARIA A TODOS NÓS – POR FAVOR, DIGA.

                - VOCÊ DEVE EMITIR SUA OPINIÃO QUANDO NECESSÁRIO E DECLARAR O QUE NÃO FOI DECLARADO, DAR UMA SUGESTÃO OU QUESTIONAR UMA AÇÃO OU DECISÃO.

Isso não quer dizer que nós sempre concordaremos com você, nem que mudaremos necessariamente o que estamos fazendo, mas vamos querer saber o que você acredita que nos ajudaria a atingir nossas metas e propósitos e criar uma experiência de sucesso mútuo nesse processo.

Você deverá tentar compreender como (e por que) as coisas são feitas como são, antes de tentar mudar o processo de trabalho existente. Tente trabalhar com os sistemas existentes, em primeiro lugar, mas fale quando achar que eles devem ser mudados.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Dez Lições que aprendemos com Steve Jobs




No Livro “A Cabeça de Steve Jobs”, Leander Kahney nos dá algumas pistas daquele que seria o “jeito Steve” de criar produtos e fazer negócios. Preparamos uma adaptação livre que, acredito, pode ser útil em vários momentos. (autor: Mauro Amaral)




Primeira lição: Concentre-se naquilo que você faz melhor. Delegue o resto.

Se você faz bons produtos, torne-os ainda melhores. Se faz bom atendimento e entrega serviços de qualidade, este é seu negócio. Se é um bom fotógrafo priorize os seus cliques e assim por diante.

Segunda lição: Mantenha o foco e a simplicidade.

Hoje, o mundo já é suficientemente complexo. O diferencial é sempre apresentar “menos” que faça “mais”. Importante: manter o foco, na maioria das vezes, significa dizer  não. Não ao excesso de informação, não a complexidade dos relacionamentos profissionais, não à burocracia.

Terceira lição: Tenha opções

Sempre que desenvolvia um novo produto, Jobs insistia em ter opções, variações. Assim, tinha certeza que poderia escolher sempre a melhor entre elas. Uma derivação deste pensamento é que você não pode fazer concessões à excelência do seu trabalho. Ela deve ser sempre o seu Norte.

Quarta lição: Tenha obsessão pelo design

Você pode adaptar este pensamento à criação de sua empresa, produto ou serviço. Para Jobs o design era apenas a função. O consumo do produto era o consumo do design em si. Por isso, a retirada de produtos da caixa era tão importante quanto o uso do produto em si. Você pensa integralmente na experiência de seu cliente com o seu produto e serviço?

Quinta lição: Só trabalhe com e para os melhores.

Demita e dispense os idiotas. E não se esqueça que equipes pequenas trabalham melhor. Inclusive porque, assim, você pode ouvir “não” de algumas pessoas. Aliás, outra lição: evite pessoas que só concordam com você.

Sexta lição: O consumidor deve ser sempre o seu alvo

Consumidores, clientes e demais interessados em sua empresa são seu alvo principal. Principalmente quando eles ainda não sabem o que querem. Mas você sabe o que vender.

Sétima lição: Aproveite seu conhecimento acumulado. Evite começar do zero

Aproveitar lições aprendidas é um encurtador de distâncias fenomenal. Não tenha medo de aproveitar o conhecimento acumulado.

Oitava Lição: Tenha sempre prazos em mente.

Fundamental em qualquer negócio, vai ajudar você a fazer concessões e manter o foco. E a dizer não.

Nona lição: A tecnologia sozinha não importa. A sua combinação, sim.

Telas de toque não são sucesso sozinhas. Telefones celulares já existiam. Programas rápidos e funcionais também. Reunir tudo isso no iPhone é que fez dele um produto mais valioso do que a soma das tecnologias envolvidas.

Décima e mais importante lição: Acompanhe o mercado em busca dos “vetores perdidos no tempo”.

Para Jobs, estes vetores são como forças invisíveis envolvendo inovação e desenvolvimento de produtos complementares ao seu que, lá na frente, se reunião para dar vida a uma grande ideia. É fundamental acompanhar o movimento destes vetores e antever o seu encontro.

Para fechar

Não que toda lição aprendida funcione para qualquer negócio. Mas, só recordando, estamos falando de quem criou a maior empresa de produtos e tecnologia do mundo. Duas vezes.

45 Lições que a Vida nos Ensina


Escrito por Regina Brett, 90 anos de idade, que assina uma coluna no The Plain Dealer, Cleveland, Ohio.

"Para celebrar o meu envelhecimento, certo dia eu escrevi as 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais solicitada que eu já escrevi.

Meu hodômetro passou dos 90 em agosto, portanto  aqui vai a coluna mais uma vez:


1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno .
3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.
4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente. Seus amigos e familiares cuidarão. Permaneça em contato.
5. Pague mensalmente seus cartões de crédito.
6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.
7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho.
8. É bom ficar bravo com Deus. Ele pode suportar isso.
9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quanto ao chocolate, é inútil resistir.
11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.
12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a jornada deles.
14. Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos. Mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. Respire fundo. Isso acalma a mente.
17. Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.
18. Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte.
19. Nunca é muito tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda vez é por sua conta e ninguém mais.
20. Quando se trata do que você ama na vida, não aceite um não como resposta.
21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, use roupa chic.  Não guarde isto para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Prepare-se mais do que o necessário, depois siga com o fluxo.
23. Seja excêntrico agora. Não espere pela velhice para vestir  roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você.
26. Enquadre todos os assim chamados "desastres" com estas palavras: 'Em cinco anos, isto importará?'
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todo mundo.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo..
31. Não importa quão boa ou ruim é uma situação, ela mudará.
32. Não se leve muito a sério. Ninguém faz isso.
33. Acredite em milagres.
34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de qualquer coisa que você fez ou não fez.
35. Não faça auditoria na vida. Destaque-se e aproveite-a ao máximo agora.
36. Envelhecer ganha da alternativa "morrer jovem".
37. Suas crianças têm apenas uma infância.
38. Tudo que verdadeiramente importa no final é que você amou.
39. Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos nós colocássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos todos os dos outros como eles são, nós pegaríamos  nossos mesmos problemas de volta.
41. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa...
42. O melhor ainda está por vir.
43. Não importa como você se sente, levante-se, vista-se bem e apareça.
44. Produza!
45. A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente.”